O renting é arriscado… será?

A ideia de que o renting é arriscado não tem em conta todos os riscos que ficam a cargo da empresa de renting e que, caso contrário, teriam de ser assumidos pelo proprietário ou utilizador do veículo.

Na realidade o renting ajuda-o a reduzir o risco, protegendo-o contra manutenções não planeadas, substituição de pneus avultadas e até da desvalorização do automóvel usado. Todos estes riscos ficam a cargo da empresa de renting.

Como em qualquer negócio, há riscos inerentes: os riscos contratuais. Estas condições estão explicadas nos Termos e Condições do seu contrato. Leia-os com atenção para conhecer os seus direitos e deveres em todas as situações. E lembre-se: qualquer escolha que faça terá riscos associados, o importante é ter uma correta perceção dos impactos no seu orçamento.

Termos e Condições

Sejamos francos: até a expressão “Termos e Condições” tem um tom aborrecido. Mas vale a pena fazer um esforço e ler os pontos-chave, de forma a perceber exatamente o que acontece quando:

• Excede a quilometragem contratada
• Necessita de terminar antecipadamente um contrato
• Vai devolver o carro com danos de utilização

Riscos contratuais

Quando assina um contrato compromete-se com um prazo, que no caso do renting poderá ser de 9 a 72 meses. É importante que perceba que, caso pretenda finalizar o contrato e devolver o veículo antecipadamente, existem custos associados.

No entanto, durante o prazo contratado poderá diminuir ou aumentar os quilómetros ou o prazo contratado e adicionar ou excluir serviços.

Quer saber mais?

Agora que já sabe que o renting não é arriscado, conheça outros mitos do renting. Para avaliar como a realidade comprova o que acabou de ler, consulte as ofertas LeasePlan.

Como posso fazer uma comparação?

A sua comparação é baseada nos seguintes pressupostos:

1financiamento 2custosdegestao 4custosdegestao 5vendadovaiculo

Compare aqui

Testemunho

“A linha de apoio ao condutor é muito facilitadora. Tirar dúvidas e marcar revisões, tudo no mesmo telefonema, é uma poupança de tempo enorme.”

Margarida Cunha
Gestora de Frotas NAOS Portugal

#7 Um carro em renting não é meu…

Estou a pagar uma mensalidade de um carro que não me pertence? E se quiser continuar com este carro?

Poderá ser inconsciente, mas é um sentimento difícil de ignorar. Porém a mentalidade dos condutores está a mudar…

Próximo mito